Desenvolvendo website

No período da tarde, quem assumiu o palco da trilha Ada Lovelace foi Pedro Kayatt, co-fundador da VRMonkey. Pedro abriu a palestra falando sobre a revolução da realidade virtual e comparando a disseminação de dispositivos tecnológicos atualmente com a escassez de 2007. Um trailer de um dos projetos foi apresentado, surpreendendo o público.

Unreal Engine 4

É uma engine totalmente grátis e de código aberto com um revenue share de 5%, acima de Us$ 3.000,00 trimestrais. Ela possui uma comunidade crescente e centenas de ferramentas embutidas. Desde que a Oculus ingressou na área da realidade virtual, a Unreal viu um ótima oportunidade de investimento.  Para saber mais sobre as vantagens de utilizar a Real Engine 4 em realidade virtual e fazer downloads de ferramentas disponibilizadas no site, basta acessar este link. Uma das ferramentas permite que você crie conteúdos de realidade virtual enquanto imerso através de um óculos que tenha suporte: GearVR, Playtation VR,website Oculus Rift, entre outros.

Pedro ainda apresentou diversas dicas para programar conteúdos de realidade virtual. Entre elas, ele listou alguns fatores que causam enjôos:

  • NÃO balance a câmera tentando avisar o jogador de algo.
  • Desenvolvedores são os PIORES para testar enjoos. Utilizem pessoas NÃO acostumadas website com VR.
  • EVITE câmeras que se movimentam sozinhas sem o controle e desejo do jogador.
  • NÃO SOBRESCREVER o FOV (Field of View) manualmente, e não permita o jogador editá-lo. Os SDK’s de cada HMD tem configurações internas que dependem das distorções das lentes e pode tornar TUDO muito incômodo.
  • Jamais deixe o “Walking Bob” efeito ligado em uma câmera em primeira pessoa. Ficar movendo para cima e para baixo é legal na tela, mas no headset vai fazer website seu estômago se divertir (do lado de fora).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *